Filme Virgens Suicidas + Editorial

0 Flares 0 Flares ×
                   Olá galera, tudo bem?  
        Bom, como já disse anteriormente, faço curso de produção de moda e prometi que postaria coisas a respeito do curso e principalmente os editoriais. O Editorial de hoje é destinado à revista “Vogue” e inspirado no filme “As virgens Suicidas” (1999), o primeiro filme de Sophia Coppola, que foi inspirado na obra de Jeffrey Eugenides. 
 
 
(Moodboard inspirado no filme)
               O filme é narrado por alguns garotos do bairro, e se passa na década de 70,  o titulo já entrega o desfecho do filme, mas os garotos tentam entender o mistério que havia naquelas meninas e motivo delas todas se matarem naquele mesmo ano. Conta a história da família Lisbon, uma família de classe média. O Sr. Lisbon é professor de matemática e sua esposa é uma mulher muito religiosa. São pais de 5 garotas: Lux, Bonnie, Thereze, Marry e Cecília, lindas e atraentes que chamam a atenção de todos os que passam por elas.
           Os garotos juntavam diário, fotos, documentos e entrevistas para tentar conseguir algumas respostas, só que tudo foi em vão. Seus pais bastante protetores, e impõe regras bem rígidas e as proíbem de ter qualquer interação social com garotos. Mas tal proibição atiça as garotas à tentarem burlar as regras. E então na única festa das vidas das garotas, a filha caçula Cecília de apenas 13 anos, que já havia tentado suicídio, pulou do segundo andar de sua casa e caiu em cima de uma cerca.
 
         A grande questão do filme é essa do mistério, pois os garotos e nem ninguém nunca vão entender os reais motivos delas terem tirado suas vidas, em momento algum o filme culpa alguém, nem os pais ou a sociedade ou diz que foi algum fato psicológico que causou a morte das meninas. Além de tudo, elas buscavam uma outra chance, uma saída, mesmo que isso não fosse em vida, porém nesse quesito creio que elas foram um tanto egoístas, pois se fossem mais fortes descobririam que a vida poderia ser aproveitada melhor, e no fim os garotos as amavam de um tanto, só que elas nunca iriam saber, já seria tarde demais.
         A seguir mostrarei o nosso editorial feito em estilo Vogue, querendo retratar a melancolia das garotas, os sentimentos. Fomos bastante fieis à escolha das roupas e da tabela de cores e mesmo sendo um filme excêntrico e polêmico até nos dias de hoje, mostramos que é possível fazer moda. Uma produção de Larissa Andrade, Ingrid Sandes, Débora Lira, Lumara Raquel e Nayara, o qual as mesmas são as modelos. E fotos por Luís H. Ferreira.
Espero que vocês tenham gostado.
Nos siga no nosso Instagram
Um grande beijo :*

 

4 Comments

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usarHTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>